top of page

Crítica do disco Cosmopaulista na revista "Jazz Journal" (Inglaterra)

Resenha por Sophie Prior


Cosmopaulista nos transporta para uma das cidades mais movimentadas e diversas do Brasil, São Paulo. Através de 10 composições originais, este trio de brasileiros retrata a rica cultura musical da cidade, com o baterista e compositor Mário Gaiotto liderando o caminho.


O multiculturalismo de São Paulo é algo que Gaiotto busca incorporar ao seu jazz. Ao longo do disco encontramos vestígios de uma ampla gama de estilos brasileiros, incluindo o maracatu do Recife, o batuque de umbigada de São Paulo, o pagode de viola de Minas Gerais, o choro e o maxixe do Rio de Janeiro. Gaiotto afirma que sua música representa não apenas os brasileiros, mas também os de outros países que encontraram um novo lar em São Paulo – judeus, árabes, turcos, europeus e americanos, por exemplo.


O baixista Sidiel Vieira e o pianista Daniel Grajew se juntam a Gaiotto em sua missão. A mistura entre os três músicos é natural e enriquecedora e suas improvisações extremamente agradáveis.

O álbum mostra forte criatividade composicional e virtuosismo rítmico, e há uma novidade no fato de os três músicos traduzirem seu conhecimento sonoro dos estilos locais em um bom jazz.




Comments


bottom of page